As formas de colaboração humana na elaboração de um simulador com o GeoGebra

o caso de David e Carolina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V17.2020.572-583.1110

Palavras-chave:

Elaboração de simuladores, Teoria da Objetivação, formas de colaboração.

Resumo

Ao longo dos anos, o Grupo TEM: Tecnologias em Educação Matemática tem permanecido em estudo permanente da atividade central dos clubes do GeoGebra, a elaboração de simuladores com o GeoGebra tem sido abordada a partir de diversas perspectivas teóricas, gerando um conjunto de reflexões que aumentaram a compreensão do coletivo de como o conhecimento matemático emerge. No entanto, atualmente a pesquisa sociocultural teve um boom em nosso campo, devido à sua concepção de que o conhecimento é uma construção social de alguns sujeitos para realizar determinada atividade, como é o caso da Teoria da Objetificação. Essa teoria nos torna conscientes de duas categorias principais que em toda a atividade, que são modos de produção e relações de produção. Este último, nos fornece uma dimensão histórico-cultural que anteriormente passou imperceptivelmente na atividade e que julgamos ser muito relevante para desvendar no desenvolvimento de simuladores com o GeoGebra. Para isso, analisaremos uma experiência concreta, na qual dois alunos participam da resolução de uma tarefa de simulação. Por fim, culmina com algumas reflexões sobre as discussões dos resultados dessa análise.

Palavras-chave: Elaboração de simuladores; Teoria da Objetivação; formas de colaboração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Andrés Castillo, Aprender en Red,Venezuela Universidade Federal do Pará, Brasil

Mestre em Educação em Ciências e Matemáticas (área de concentração: Educação Matemática) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas (PPGECM) do Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI) da Universidade Federal do Pará (UFPA) com bolsa de estudo da CAPES (2018-2020). Graduado em Licenciatura em Educação Matemática e Física pela Universidade do Zulia, Venezuela (2011-2016). Membro do Grupo de Pesquisa sobre Práticas Socioculturais e Educação Matemática (GPSEM/UFPA) e do Grupo de Estudos e Pesquisa em História e Ensino da Matemática (GEHEM/UFPA). Membro do Centro Brasileiro de Referência em Pesquisa sobre História da Matemática - CREPHIMAT. Pesquisador nível A-1 no Programa de Estímulo à Pesquisa e Inovação da Venezuela (2015 - Atual). Pertence ao corpo Editorial de periódicos tanto nacionais, bem como internacionais, como parte do Conselho Consultivo, Equipe Técnica e Parecerista ad hoc. Possui experiência na área de Educação Matemática com ênfase em: Formação de professor com Tecnologias Digitais, Ensino de Matemática com Tecnologias Digitais, Uso do GeoGebra no Ensino da Matemática, Modelagem Matemática com GeoGebra. 

Ivonne C. Sánchez, Aprender en Red, Venezuela Universidade Federal do Pará, Brasil

Mestre em Educação em Ciências e Matemáticas (área de concentração: Educação Matemática) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas (PPGECM) do Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI) da Universidade Federal do Pará (UFPA) com bolsa de estudo da CAPES (2018-2020). Graduado em Licenciatura em Educação Matemática e Física pela Universidade do Zulia, Venezuela (2011-2016). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em História e Ensino da Matemática (GEHEM/UFPA). Pesquisadora nível A-2 no Programa de Estímulo à Pesquisa e Inovação da Venezuela (2015 - Atual). Possui experiência na área de Educação Matemática com ênfase em: Formação de professor com Tecnologias Digitais, Ensino de Matemática com Tecnologias Digitais, Uso do GeoGebra no Ensino da Matemátic

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Castillo, L. A., & Sánchez, I. C. (2020). As formas de colaboração humana na elaboração de um simulador com o GeoGebra: o caso de David e Carolina. Revista Thema, 17(3), 572-583. https://doi.org/10.15536/thema.V17.2020.572-583.1110

Edição

Seção

Ciências Humanas